Os Home Centers são comércios voltados para a venda de materiais para construção e reforma, desde os mais básicos como areia e cimento, até itens de acabamento, como pisos, materiais hidráulicos e elétricos. Os grandes nomes deste setor, entretanto, buscam oferecer experiências mais completas aos seus clientes, com artigos de decoração e home care.

Existem dois públicos muito distintos que visitam estas lojas: os profissionais das áreas de construção civil, arquitetura e design, que já conhecem os produtos e sabem o que desejam; e as pessoas comuns, que iniciam pequenos projetos por conta própria. Este segundo grupo de consumidores cresceu muito durante a pandemia: isoladas em suas casas, diversas pessoas decidiram reformar os ambientes, renovando móveis, pinturas e decorações. Para os Home Centers, esse foi um período de boas oportunidades, que puderam ser aproveitadas com o auxílio do e-commerce.

Com grande variedade de ofertas e públicos com necessidades distintas, o Visual Merchandising dos Home Centers pode se tornar um desafio para os varejistas. Dentro deste cenário, a segmentação por categorias se torna fundamental.

Os itens de reforma e construção devem ser organizados de forma objetiva, com iluminação direta. Informações como marca, preço, peso, medidas, cor, etc. devem ser informadas e destacadas com clareza, para agregar facilidade e rapidez ao dia a dia dos profissionais que visitam o Home Center. Para as pessoas comuns, é importante oferecer assistência complementar de profissionais treinados, que possam orientar os clientes de maneira personalizada.

Para os itens de decoração e home care, a experiência do consumidor ganha um novo tom: é importante envolvê-lo através de experimentações táticas, visuais e espaciais. Grandes Home Centers, como a Tok&Stok, montam ambientes completos, planejados e decorados para que os visitantes da loja possam vivenciar as opções que a loja oferece. Neste caso, a iluminação e ambientação é mais subjetiva, de acordo com cada projeto desenvolvido e com as tendências do momento para o segmento de home decor.

Como em todas as lojas, a sinalização é essencial para direcionar o consumidor e facilitar a visita ao estabelecimento. Utilize todo o espaço de maneira inteligente: coloque os produtos de maior rotatividade nas zonas frias, fazendo com que o cliente vá naquele sentido e visualize mais produtos; nas zonas quentes, exponha produtos com menor saída para estimular compras não planejadas. O cross-sell também é uma estratégia importante dentro dos Home Centers: o consumidor que busca uma tinta de parede precisará de pincel, rolo e bandeja. Ofereça a experiência completa!

 

blank

blank