Um estudo realizado pela Globo em parceria com o Ibope apontou que, em 2020, 28 milhões de brasileiros consumiam podcasts com regularidade. Os números registram um crescimento de 33% em relação ao ano anterior, que contabilizou 21 milhões de ouvintes do formato. A popularidade é atribuída à facilidade de absorver um conteúdo, já que é possível realizar outras tarefas ao mesmo tempo em que se escuta ao podcast.

O formato chama a atenção das empresas não apenas por seus números de sucesso, mas também pela facilidade de segmentação. Ao contrário das tradicionais emissoras de rádios, o podcast é feito por autônomos, pessoas que produzem conteúdo personalizado para um nicho específico de ouvintes. Para o marketing, identificar uma persona e segmentar o seu público aumenta as chances de obter vendas bem-sucedidas.

Cerca de 45% das agências entrevistadas na pesquisa KANTAR IBOPE de 2020 afirmaram fazer parcerias mensais com influenciadores. Aproximadamente 23% usam esse mecanismo para divulgar lançamentos e produtos inéditos para o mercado. Assim, o marketing de influência vem se mostrando uma boa forma de apresentar uma nova mercadoria nas redes. Dentro do universo dos podcasts, é possível unir essa estratégia com uma das novas diretrizes do mercado: o marketing de conteúdo. Alinhar-se com podcasters que falam com o seu público e propor um conteúdo que engrandece o seu produto é uma vantagem estratégica, que já é usada por grandes empresas.

Bons exemplos de parcerias de sucesso incluem o podcast Saúde é Básica, com cocriação entre UOL Content_Lab e Unimed;  o podcast Mamilos Polêmicos, com a série “Nosso sangue”, sobre menstruação, para a marca de absorventes Sempre Livre; e o quadro “Nerdcast Speaking English”, do Nerdcast, dedicado ao aprendizado da língua inglesa, em colaboração com a Wise Up.

O primeiro passo para uma colaboração de sucesso é garantir a liberdade de criação. Influenciadores e criadores de conteúdo têm suas legiões de fãs porque são quem são. Ao delimitar a criatividade do seu parceiro e tentar alterar a forma com que ele conversa com os ouvintes, a essência do conteúdo é perdida, e certamente será notada pelo público. Por isso, é importante que as empresas pesquisem o mercado de podcasts até encontrar a opção mais condizente ao seu perfil. A narrativa deve ser envolvente, mas alinhada aos objetivos da marca.